Controle de caixa diário e mensal: minha empresa precisa dos dois?

Independentemente do tamanho da empresa, ter um fluxo de caixa é essencial para a boa gestão financeira dela. Afinal, ele é o principal registro de todas as entradas e saídas de capital, ajudando nas análises e planejamentos sobre o próprio negócio. Pode parecer algo simples, mas sem o fluxo de caixa não existe sucesso e lucratividade. Então surge a pergunta: fluxo de caixa diário ou fluxo de caixa mensal? A resposta é direta – faça os dois.

A empresa no dia a dia através do fluxo de caixa diário

Dada a importância do fluxo de caixa para a saúde da empresa, torna-se claro que esse é um procedimento que deve ser feito de preferência diariamente. Ter um acompanhamento próximo de todas as movimentações faz com que os gestores evitem os prejuízos e saibam exatamente os pontos em que precisam melhorar. Por esse motivo, o fluxo de caixa tem que contar o plano de contas, registro de lançamentos, contas a pagar, contas a receber, gráficos e relatórios.

Para empresas de pequeno porte, a realização dessa atividade diária não será trabalhosa, vide as movimentações menores que podem ser anotadas em retiradas e recebimentos. No entanto, para aquelas de médio ou grande porte, o controle diário somente é possível se houver uma equipe de profissionais da área financeira. Isso porque o fluxo de capital será muito mais intenso, precisando de alguém que cuide somente dele, enquanto os demais atuam nas outras atividades relacionadas a contabilidade.

A função abrangente do fluxo de caixa mensal

Quanto ao fluxo de caixa mensal, a sua importância está em identificar e apresentar um diagnóstico do que precisa ser trabalhado dentro do negócio. Onde a empresa está perdendo dinheiro? Onde ela pode aplicar mais para ganhar mais retorno? Os relatórios mensais do controle de caixa apontam essas informações, dão respostas a essas perguntas. Logo, pode-se dizer que ele apresenta uma visão mais abrangente do desempenho da empresa. De fato, esta é uma opção em complemento ao controle diário, auxiliando muito positivamente no processo de gestão.

Os relatórios conjuntos apresentam o cenário da empresa

Uma periodicidade não substitui a outra, nem a prejudica, muito pelo contrário, ela acrescenta na observação e controle do quadro econômico da empresa. Em vista disso, os dois são fluxos, diário e mensal, são importantes para tornar o negócio atrativo ao mercado e à gestão. Através do controle de caixa atualizado e correto, as empresas podem identificar com antecedência sobre o que irá acontecer com o caixa da sua empresa nos próximos meses e ano.

Diante dos relatórios oriundos dos fluxos de caixa e dos demais importantes para a contabilidade, a equipe de gestão tem diante de si um completo quadro sobre a empresa. Para os meses mais difíceis, podem surgir ideias para evitar as perdas. Para os meses mais positivos, podem pensar as práticas para potencializar os lucros. Dessa forma, o negócio nunca para de funcionar.

Conte com que o mercado tem de melhor

Nessa empreitada, seja a empresa pequena, média ou grande, é essencial que ela utilize planilhas e softwares de gestão de qualidade. A realização do fluxo de caixa de maneira manual pode aumentar os riscos de erros humanos, que uma vez aplicados, criam um cenário enganoso para a empresa. Portanto, deve-se sempre contar com os melhores sistemas disponibilizados no mercado e com profissionais qualificados em contabilidade e gestão.